CANAL DE PERÍCIA

MÍDIA - EDUCAÇÃO - COMUNIDADE 

Por meio deste portal, o Canal de Perícia disponibiliza informações completas sobre perícia e investigação forense, 24 por dia. Resumos de pesquisas, atualidades, breaking news, concursos, legislação e muito mais, podem ser encontrados a todo instante nas mídias sociais. 

Menu

Cursos

Outros

2011-2020 © Canal de Perícia Todos os direitos reservados.

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook Social Icon

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1461 - Jardim Paulistano 
São Paulo - CEP 01452-002

 

O reconhecimento facial auxiliando o governo Trump


Os esforços do governo Trump para impor novas regras de imigração estão chamando a atenção, principalmente por suas restrições às pessoas nascidas em países de maioria muçulmana. Nesse caso, percebe-se uma expansão dos sistemas de reconhecimento facial nos principais aeroportos dos EUA, para monitorar tanto as pessoas que entram, como as que deixam o país, na esperança de capturar quem tenha ultrapassado seu visto ou mesmo seja procurado pela polícia.


Os novos sistemas de reconhecimento usam métodos muito mais poderosas que os usados em seu telefone ou computador para identificar seus amigos em fotos. Usar computadores para reconhecer os rostos das pessoas, e validar suas identidades, pode otimizar o controle de acesso em edifícios corporativos e governamentais. Alguns sistemas podem, também, identificar criminosos conhecidos ou suspeitos.


O mercado de reconhecimento facial vale aproximadamente US$ 3 bilhões, e deverá crescer para US$ 6 bilhões até 2021 . A vigilância é uma das grandes razões para o crescimento; e as entidades governamentais são os principais consumidores.


O FBI tem um banco de dados com imagens de aproximadamente metade da população dos EUA .


Eu penso que para quem estuda e pesquisa as implicações legais das novas tecnologias em investigações criminais, é importante entender o que pode e o que não pode ser feito, e como essa tecnologia está progredindo. Somente depois disso, poderemos ter discussões fundamentadas sobre quando e como usar computadores para reconhecer nossos rostos.


Como funciona:


Um, entre os vários métodos usados pelos sistemas de identificação facial, examina as características físicas de um indivíduo e busca distinguir (individualizar) uma pessoa de todas as outras. Esse sistema obtêm os dados - geralmente a partir de uma imagem - de uma pessoa desconhecida, analisa esses dados e tenta associá-los às entradas existentes em um banco de dados, com rostos de pessoas conhecidas.

Quando uma imagem é capturada, o software de computador a analisa para identificar onde esse rosto pode estar, como por exemplo, em uma aglomeração de pessoas, ou em um shopping center.


Muito parecido com o registro das impressões digitais, a face possui um conjunto de características que, juntas, identificam uma pessoa de forma exclusiva.


Os elementos da impressão de uma face incluem características tais como: posição dos olhos, sobrancelhas e formato do nariz. Uma pessoa que tem olhos pequenos, sobrancelhas grossas e um nariz longo e estreito, terá uma impressão facial muito diferente de alguém com olhos grandes, sobrancelhas finas e nariz largo. Os olhos são um fator chave na precisão. Óculos escuros grandes são mais propensos a reduzir a precisão do software do que os pelos faciais (barba, bigode, cavanhaque), ou os óculos normais.

45 visualizações