CANAL DE PERÍCIA

MÍDIA - EDUCAÇÃO - COMUNIDADE 

Por meio deste portal, o Canal de Perícia disponibiliza informações completas sobre perícia e investigação forense, 24 por dia. Resumos de pesquisas, atualidades, breaking news, concursos, legislação e muito mais, podem ser encontrados a todo instante nas mídias sociais. 

Menu

Cursos

Outros

2011-2020 © Canal de Perícia Todos os direitos reservados.

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook Social Icon

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1461 - Jardim Paulistano 
São Paulo - CEP 01452-002

 

Serial Suicide


Die Leiden des jungen Werthers, do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe, publicado em 1774, marcou a história mundial por dois motivos: um bom e outro mal. Irei poupar o leitor de perguntar se quer ler a boa ou má primeiro.


Vamos a boa: é o romance inaugural do movimento cultural chamado Romantismo. O lado sombrio deste romance é ter sido responsável por gerar uma série de suicídios entre os jovens. O termo: efeito Werther, passou a referir-se ao pico de emulações de suicídios depois de um suicídio amplamente divulgado. No romance, Werther se mata com um tiro de pistola após rejeição da mulher amada. Esse suicídio ficcional foi o gatilho para uma série de suicídios reais de rapazes na mesma situação. Daí serem chamados de suicídios copiados.


Bons tempos em que os livros influenciavam os jovens. Atualmente precisam de versões cinematográficas para ter algum impacto neles. Mas os maiores influenciadores nos tempos atuais estão na internet.


Esses dias, navegando no Facebook, vi um post em que minha irmã fez um comentário.

Era a foto de uma garota desaparecida e na descrição veio a notícia de que foi “encontrada falecida”. A curiosidade matou o gato. Lá fui eu investigar o motivo. Entrei no perfil da garota e no perfil de quem postou o desaparecimento e, em um dos comentários citaram suicídio, alguém mencionou ”Baleia Azul”.


A Baleia azul ainda singraria a Web em busca de frágeis Internautas com que se alimentar?


Existe uma crença de que baleias se suicidam e que os encalhamentos em massa seriam devido a solidariedade entre elas, quando uma encalha as demais se atirariam ao mesmo destino fatal. Os cientistas garantem que não. Não existe nenhum estudo indicando desse fenômeno.


Philipp Budeikin, o russo criador do jogo de suicídio Baleia Azul, foi preso e interrogado, afirmou que vê suas vítimas como “lixo biológico” e estava fazendo uma “limpeza na sociedade”.


O jogo Baleia Azul, passo a passo, faz a lavagem cerebral de adolescentes vulneráveis. Leva 50 dias para vencer os 50 desafios impostos pelo curador do jogo. Os jovens devem realizar tarefas como cortar o lábio, assistir filmes de terror, ficar em silêncio por um dia. O quinquagésimo desafio é tirar a própria vida.


A indução ao suicídio é um crime previsto no Código Penal”Art. 122. Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça: Pena – reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave. Parágrafo único. A pena é duplicada: Aumento de pena I – se o crime é praticado por motivo egoístico; II – se a vítima é menor ou tem diminuída, por qualquer causa, a capacidade de resistência.”. (BRASIL, 2017, p. 49)


Muitos especialistas em internet afirmam tratar-se de bots. As baleias azuis seriam robôs construídos para interagir com as pessoas.


“Bot, diminutivo de robot, também conhecido como Internet bot ou web robot, é uma aplicação de software concebido para simular ações humanas repetidas vezes de maneira padrão, da mesma forma como faria um robô. No contexto dos programas de computador, pode ser um utilitário que desempenha tarefas rotineiras ou, num jogo de computador, um adversário com recurso a inteligência artificial. Bots também podem ser considerados ilegais dependendo do seu uso, como por exemplo, fazer diversas ações com intuito de disseminar spam ou de aumentar visualizações de um site. O seu uso mais frequente, entretanto, está no Web crawler, em que um script realiza buscas automáticas, analisa informações de arquivos e servidores em uma velocidade extremamente alta, muito superior à capacidade humana. Além desses usos, o bot pode ser implementado em sites em que há comunicação com o usuário, como sites de jogos ou simplesmente onde é necessária comunicação semelhante à humana.[1] O uso mais recente de Internet bots foca-se na publicidade, como o Google Adsense, que exibe a propaganda mais adequada a cada pessoa dependendo de seu comportamento na Internet”. (WIKIPEDIA, 2019)


As ações propostas no jogo são completamente passíveis de partirem de um chatbot. São 50 desafios fixos, com poucas variáveis de fácil mapeamento de ações.

“Para efeitos de comunicação verbal, tudo isto compreende um número pequeno de variáveis, passíveis de serem semanticamente mapeadas em esquemas de ação e reação bastante restritivos”, afirma Rodrigo Fragola, CEO da Aker.


Seria a Baleia Azul um vetor da eugenia virtual?

“Eugenia é um termo criado em 1883 por Francis Galton (1822-1911), significando "bem nascido".[1] Galton definiu eugenia como "o estudo dos agentes sob o controle social que podem melhorar ou empobrecer as qualidades raciais das futuras gerações seja física ou mentalmente".[2] O tema é bastante controverso, particularmente após o surgimento da eugenia nazista, que veio a ser parte fundamental da ideologia de "pureza racial", a qual culminou no Holocausto. Mesmo com a cada vez maior utilização de técnicas de melhoramento genético usadas atualmente em plantas e animais, ainda existem questionamentos éticos quanto a seu uso com seres humanos, chegando até o ponto de alguns cientistas declararem que é de fato impossível mudar a natureza humana.” (WIKIPEDIA, 2019)


Até Aristóteles já caiu nessa onda de eugenia: “Sobre o destino das crianças recém-nascidas, deve haver uma lei que decida os que serão expostos e os que serão criados. Não seja permitido criar nenhuma que nasça mutilada, isto é, sem algum de seus membros...” A Política, Livro VII, Capítulo XIV.


Para Philipp Budeikin, na sua visão helenista, acredita que vulneráveis devem ser exterminados, são apenas “lixo biológico” e ele estaria fazendo a “limpeza na sociedade”.


Nunca demonstraram se o livro de Goethe realmente foi responsável pela onda de suicídios. Mesmo sendo, não deveria ter sido essa a intenção dele. Com QI (Quociente de Inteligência) estimado em 210, o autor de “Faust, eine Tragödie” (Fausto) é considerado uma das pessoas mais inteligentes vividas entre os séculos XV e XIX. Uma das características do Romantismo é pensar no mundo real cheio de frustrações e sonhos. Os autores românticos voltavam-se para si mesmos, retratavam o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo, refugiavam-se de seus problemas, inclusive com a morte.

121 visualizações